Tendências para as redes sociais em 2018

5 Tendências para as redes sociais em 2018

As redes sociais transformaram diversas áreas da comunicação, e com o marketing não foi diferente. A atenção às tendências para as redes sociais tornou-se parte essencial de uma estratégia bem-sucedida.
Há mais de uma década assistimos a busca das empresas por novas formas de estabelecer relações com os clientes através de várias plataformas, também em constante atualização.
O contato via mídia social necessita constante atualização devido às mudanças causadas por novas funções, atualizações nos aplicativos ou mudanças nos hábitos do usuário, entre outros motivos.
Apesar do futuro possuir sempre um fator de incerteza, podemos arriscar palpites baseados em análises do comportamento dos usuários. Basta lembrar que dados representam pessoas, e podemos utilizá-los para personalizar ao máximo a relação com o cliente. Após conhecer o público, traçar estratégias para atingir as pessoas certas fica mais fácil.
Separamos algumas tendências entre os usuários de redes sociais para ajudar na definição de seu planejamento. O início do ano é um ótimo momento para definir seu plano anual de marketing. Ao longo da lista, também apontaremos técnicas com popularidade crescente entre as empresas. Esperamos que a leitura ajude a formar decisões adequadas ao seu negócio:

1. Influenciadores digitais

O investimento em publicidade tem buscado cada vez mais os influenciadores digitais: pessoas capazes de engajar audiência selecionada em alguma plataforma social. Sem serem grandes celebridades, conseguem o apoio de seguidores fiéis identificados com determinado nicho.
Influenciadores podem ter milhões de seguidores ou bases mais seletas, com cerca de vinte mil pessoas. Mais importante do que os números é a identificação entre influenciador e público alvo. A capacidade de realmente instigar seguidores a certas ações é essencial para o sucesso de uma campanha.
A escolha do influenciador digital requer pesquisa e análise. Seu nicho deve ter relação com o potencial consumidor ou público da marca. Caso ocorra identificação, será possível aumentar a  visibilidade com consequências possíveis sobre as vendas.

2. Stories

Os recursos de Stories foram inicialmente disponibilizados para o Instagram como uma estratégia para frear o crescimento acelerado do Snapchat. A ferramenta possibilita postagens de fotos e vídeos de até dez segundos que desaparecem após 24 horas.
Embora a Facebook, Inc tenha incorporado o recurso também ao Facebook e ao WhatsApp, seus resultados são destaque no Instagram. Vários influenciadores digitais abandonaram o Snapchat para dedicar-se ao Stories.
Foi o caso do comediante Whindersson Nunes, dono do maior canal brasileiro no YouTube desde outubro de 2016. Em entrevista ao G1, ele explicou a mudança pelo fato do Instagram ter “tudo na mão”, sem necessidade da troca de aplicativo.
Até grande empresas jornalísticas como a BBC e o periódico El País aderiram aos Stories do Instagram, inclusive com produção de conteúdo exclusivo para a plataforma.
As Stories no Instagram possuem filtros próprios, além de ferramentas criativas para vídeos como o “Boomerang”, que repete poucos segundos em looping, e o Rewind, que edita o vídeo para sua exibição de trás para frente. Para perfis com mais de 10 mil seguidores, também é possível incluir no Story um botão de “Ver mais” com direcionamento para links externos.
O conteúdo dos Stories deve ser direto, rápido e eficiente. Conhecimento do público e criatividade são essenciais para seu desenvolvimento. Não esqueça também do pensamento estratégico na hora de montar um planejamento do conteúdo.
stories tendências redes sociais 2018

Outro recurso lançado recentemente pela plataforma foi o Instagram Stories que permite que empresas divulguem seus produtos em publicações dentro da própria rede social. Em nosso blog falamos sobre o recurso e ensinamos o passo a passo de como usar o Instagram Stories na sua marca.

3. Conteúdo em vídeo

Os avanços da cobertura de internet móvel e a multiplicação dos pontos de internet sem fio facilitaram a publicação e o acesso a vídeos online. De acordo com dados do próprio Facebook, a quantidade de vídeos postados cresce em torno de 75% ao ano.
Por conseguinte, é possível notar um novo comportamento do usuário de internet: a atenção crescente a vídeos bem executados e com conteúdo relevante. O tamanho deve ser curto, e caso seja inferior a um minuto pode ser utilizado também para o Instagram.
O alto engajamento provocado por vídeos abre chances para um maior número de acessos no perfil da página em si. Se o conteúdo está condizente com seu público alvo, o usuário é atraído a passar um longo tempo de permanência em um determinado perfil.
Na Loft 44, por exemplo, estamos sempre em busca de formular vídeos para ajudar empresas a melhorar seus resultados através do marketing digital. Confira um desses:

4. Vídeos ao vivo

A potência do conteúdo em vídeo é amplificada ainda mais com as transmissões ao vivo. De acordo com dados publicados pela revista americana Forbes, 80% dos consumidores preferem assistir um vídeo ao vivo de uma marca do que ler um blog, e 82% preferem transmissões em tempo real em lugar de textos nas redes.
Os vídeos ao vivo oferecem uma experiência de realidade capaz de ampliar a identificação do usuário com a marca. A autenticidade e efemeridade são atrativos capazes de mexer com o imaginário. Além disso, Facebook e Instagram muitas vezes ampliam o engajamento ao enviar notificações aos usuários no início de uma transmissão.
A partir de 2018, as transmissões devem ganhar mais importância devido a decisão de Mark Zuckerberg de mudar o funcionamento do Feed de Notícias. Publicações de páginas e negócios receberão menos espaço. O destaque será para posts capazes de estimular interação, como os escritos por amigos e os vídeos ao vivo em geral.
transmissão ao vivo redes sociais 2018

5. Chatbots

Você provavelmente encontrou Chatbots em algum momento da sua experiência online. São espécies de “robôs” capazes de conversar com clientes. A tecnologia deles melhorou recentemente e é adotada por novas companhias todos os dias. Também cresce o número de empresas com voice bots, instrumentos semelhantes que dialogam com voz ao invés de texto.
Dados da empresa de marketing para ferramentas móveis Vibes indicam que 65% dos consumidores estão confortáveis em interagir com uma empresa via chatbots. Grandes empresas já adotaram a ferramenta. É o caso da gigante de vendas digitais Amazon, com sua assistente pessoal Alexa.
Chatbots são capazes de cumprir diversas tarefas como fornecer ajuda para compra, detalhes sobre um produto ou uma entrega, finalizar venda, anotar informações do pós-venda etc. Eles podem interagir em chats de redes sociais ou no site da própria empresa. Basta determinar suas funções, escolher uma plataforma adequada e ativar. Várias ferramentas pré-moldadas estão disponíveis na internet.

Planilha de planejamento de conteúdo

Baixe a mesma planilha usada pela equipe de conteúdo da Loft44.
Clique para baixar

Compartilhar:

2 respostas para “5 Tendências para as redes sociais em 2018”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

seja nosso próximo case

Sobre a Loft44

A Loft44 surgiu da paixão pelo mundo digital, da necessidade de colaborar na construção de negócios relevantes e do desejo de ajudar as marcas a estabelecerem uma relação mais valiosa com o consumidor. Essa é a filosofia que guia a maneira como nossa equipe e nossos clientes pensam.

Mais populares

ORÇAMENTO PARA UM WEBSITE EM WORDPRESS ONLINE
ADWORDS - CALCULADORA DE CLIQUES ONLINE
MATERIAIS DE APOIO DE MARKETING DIGITAL